Certificação para Componentes Automotivos

Você está aqui:
1. Quais os procedimentos para certificação de componentes automotivos?

O processo é simples para certificação, conforme descrito abaixo:

  • O interessado solicita uma proposta comercial;
  • A solicitação é analisada para verificar se o produto se enquadra no escopo da certificação;
  • Emitimos nossa proposta;
  • Início do processo de certificação com a assinatura de contrato;
  • Análise da documentação técnica;
  • Auditoria e coleta de amostras;
  • Ensaios em laboratório acreditado;
  • Análise dos resultados;
  • Caso aprovado, o certificado será emitido.
2. Qual o tempo estimado para certificação de componentes automotivos?

Varia de componente para componente, devido aos ensaios a serem realizados.

3. Qual o tempo estimado para realização dos ensaios em laboratório?

Varia de componente para componente, devido aos ensaios a serem realizados.

4. É necessário ter o certificado ISO 9001 para fazer a certificação?

Não é obrigatório ter a certificação ISO 9001. Porém, a empresa deve ter um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ), implementado com base na ISO 9001 vigente.

5. O CATA Certificadora possui pessoal qualificado para executar serviços de auditorias e coletas de amostras no exterior?

Sim, temos pessoal capacitado na América do Sul, Estados Unidos, Europa e Ásia.

6. Posso fabricar ou importar produtos não certificados?

Não. Para importação e comercialização de componentes automotivos é necessário o registro de objeto e LI (Licença de Importação).

7. O que é preciso fazer para certificar um componente automotivo?

Os requisitos necessários para certificação estão definidos nas portarias 118/2015 e 301/2011, ambas publicadas pelo Inmetro. A certificação de componentes automotivos é por agrupamento em famílias, cada produto tem sua família específica e definida na portaria.

8. Ensaios podem ser realizados no exterior?

Sim, desde que sejam obedecidas as regras definidas no RGCP – requisitos gerais de certificação de produtos – que estabelece uma ordem para escolha de laboratório.

9. Para quais componentes automotivos eu preciso de certificação, obrigatoriamente?

São vários componentes automotivos, conforme lista abaixo:

  • Amortecedores da suspensão – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Bomba elétrica de combustível para motores do ciclo Otto – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Buzina utilizada em veículos rodoviários automotores – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Baterias chumbo-ácido para veículos automotores – Portaria 299/2012;
  • Pistões de liga leve de alumínio, pinos e anéis de trava (retenção) – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Anéis de pistão – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Bronzinas – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Lâmpadas para veículos automotivos – Portaria Inmetro 301/2011;
  • Materiais de atrito para freios de veículos rodoviários (pastilhas e lonas) – Portaria Inmetro 55/2014;
  • Terminais de direção, barras de direção, barras de ligação e terminais axiais – Portaria Inmetro 268/2013.
10. É obrigatório fazer a certificação?

Sim, a certificação de componentes automotivos é compulsória.